Publicado em

Carência em proteína? Nada disso!

Quantas vezes você já ouviu que não comer carne, não beber leite ou adotar uma dieta vegetariana era prejudicial à saúde? Pois este mito está sendo cada vez mais posto em xeque conforme as pesquisas avançam!

 

Leguminosas como feijões, ervilha, lentilha, grão de bico e tofu substituem as carnes de forma eficiente aumentando, ainda, o consumo de fibras e reduzindo sensivelmente o teor de gordura ingerido.

 

Obter ferro na dieta vegetariana é simples. Em 100 g de carne vermelha (em corte magro, rico em ferro, como o filé mignon) há 1,9 mg de ferro. Absorvemos 18% dele, ou seja, 0,34 mg. Já em uma concha de feijão, temos cerca de 4,2 mg de ferro com uma absorção de 10%, resultando em 0,42 mg de ferro absorvido.

 

Para mantermos nossas reservas de ferro corporal, é necessário absorver, por dia, cerca de 1 a 2 mg de ferro. Observe que, comendo 100 g de carne (quantidade máxima preconizada pelo Ministério da Saúde), ainda falta muito a ser absorvido, e isso deverá ser obtido do reino vegetal, no contexto de uma alimentação saudável. Assim, além dos feijões oferecerem mais ferro absorvido, a maior fonte de ferro da dieta, mesmo de quem come carne, será oriunda do reino vegetal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *